Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017




(81)99276-6823

Hora Certa
No Ar
Freqüência Máxima com Marta Lucia
Peça sua Música

  • Costa pro Mar
    Cidade: Natuba
    Música: Pacato cidadão
  • poliano dos teclados
    Cidade: rio de janeiro
    Música: lucia avoz ramantica trem azum
  • poliano dos teclados
    Cidade: rio de janeiro
    Música: marilia mendoça ferecer minha mae marinalva e td
  • Luzinete maria
    Cidade: São Vicente Ferrer
    Música: São Vicente Ferrer
  • COSTA PRO MAR
    Cidade: NATUBA
    Música: AMOR DE NOVELA
  • poliano dos teclados
    Cidade: rio de janeiro
    Música: silvano sales
Publicidade Lateral
Chat dos Ouvintes

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 42747 Usuários Online: 41


Brasil

Publicada em 12/09/17 as 14:56h - 45 visualizações
Plebiscito pode revogar Estatuto do Desarmamento no Brasil

Blog Pe Noticias


 (Foto: Blog Pe Noticias )

Um plebiscito para consultar a população sobre a revogação do Estatuto do Desarmamento pode ser realizado no país, caso um projeto apresentado pelo senador Wilder Morais (PP-GO-foto) seja aprovado pelo Congresso Nacional. Em 2003, a lei limitou a comercialização e o porte de armas de fogo. Apesar de a população ter rejeitado, em referendo, a proibição da comercialização de armas de fogo e munição em território nacional, as demais regras restritivas do Estatuto continuam valendo. 

A proposta será analisada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O site do Senado abriu uma consulta pública para aferir a opinião dos internautas sobre o assunto nesta segunda-feira (11). Até o início da tarde, 2.264 pessoas votaram a favor da aprovação do texto. Apenas 234 pessoas se colocaram contra a matéria.

Na proposta, o parlamentar sugere que a população seja consultada sobre três questões: se a população rural com bons antecedentes deve ter o porte de arma assegurado; se o Estatuto do Desarmamento deve ser revogado e substituído por uma nova lei que assegure o porte de armas de fogo a qualquer cidadão preencher os requisitos; e se o Estatuto do Desarmamento deve ser revogado e substituído por uma lei que assegure a posse — e não o porte — de armas de fogo a qualquer cidadão preencher os requisitos. 

Ter a posse de uma arma de fogo significa a possibilidade de manter uma arma em casa ou no trabalho. Já o porte garante o direito de andar na rua com a arma. Atualmente, a pena prevista para a posse irregular de arma de uso permitido vai de um a três anos com multa, enquanto a pena para a posse ilegal desse tipo de arma varia de dois a quatro anos, também com multa. As penas para a posse e o porte de armas de uso restrito (usadas pela Polícia e pelas Forças Armadas) são maiores e chegam a seis anos.

Para o senador, a lei atual garante segurança aos criminosos, que continuam "trabalhando" armados, mas não à população, que vive angustiada.  "As pessoas não podem ficar reféns do crime. Não podem se trancafiar cada vez mais, enquanto os criminosos andam e cometem crimes em plena luz do dia", afirmou Wilder Morais.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros

Copyright (c) 2017 - Rádio RCM FM 87,9 MHz - Todos os direitos reservados